Poesia Espanhola Anos 90

Baixar elivro gratis epub Poesia Espanhola Anos 90 de Joaquim Manuel Magalhães
Baixar elivro gratis epub Poesia Espanhola Anos 90 de Joaquim Manuel Magalhães
Baixar elivro gratis epub Poesia Espanhola Anos 90 de Joaquim Manuel Magalhães
Você deve criar uma conta gratuita para baixar o e-book

Joaquim Manuel Magalhães tem, desde há alguns anos, a prestar uma atenção especial à poesia espanhola contemporânea, e publicada na editora Relógio d’Água Espanhol livros de poesia “agora”(1997), “Trípticos Espanhóis, 1º” (1998) e “Trípticos Espanhóis, 2ª” (2000). Esta difusão entre nós o mais recente poesia Espanhola, o poeta também tem feito ultimamente, em uma base regular, no semanário “O Independente”, onde colabora semanalmente, alternando suas traduções com a sua própria poesia. Agora vem “Spanish Poesia, 90 anos”, uma antologia que Jmm organizado e Traduzido do espanhol poetas que começou a publicação em forma de livro, em 90 anos, sendo este objetivo da década, diz Jmm, apenas uma questão de tempo, organização, e não um “valor estético em si mesmos”. Porque a poesia dos 30 poetas que Magalhães dá-nos a conhecer (com 3 poemas e uma breve nota crítica para cada um deles) é bastante heterogênea, tanto em suas origens, tanto no seu discurso (“esta escolha foi feita tendo em conta a qualidade das diferenças que eu achei sentido”). Ou, como sintetiza José Angel Cilleruello, no final do posfácio para este volume, sobre as diferentes sensibilidades, experiências ou “poético”, de poetas escolhidos: “Assim é a autêntica experiência poética (sublinhar este adjetivo é essencial não confundir posturas vital, mais ou menos atraentes, com a projeção do mesmo artística), visionária, mística cósmica ou metafísica do Eduardo Moga, Diego Doncel, Antonio Lucas e Jordi Doce, como a percepção da vida cotidiana em suas contradições ou com claras intenções políticas de Urceloy de jesús, Antonio Orihuela e Enrique Falcón. Ou de como enfrentar esse mundo da vida cotidiana no interior, olhando em seus matizes solitário, na sua ternura em sua profunda ironia, em seu simbolismo ou implícita em sua melancolia, assim como José Mateos, Abel Feu, Enrique García-Máiquez, Eduardo García e Marcos Tramón. Tão verdadeiro como a confrontar nos versos com os realiddae chato e cinzento, a degradação da paisagem, a prisão do desespero, a marginalidade das drogas de Juan Miguel López, Alfonso Barrocal, David Gonzalez e Violeta C. Rangel. Ou abordar o amor de suas razões morais, o seu
arrebatamento de raiz clássica, das suas pequenas contradições de Luis Muñoz, Juan Antonio González Iglésias e Silvia Ugidos. Ou para falar da história, com a única arma da ficção de José Luis Rey. E uma outra ordem de leitura, tão autêntico é o tom rasgado por José Luiz Piquero e Jesús Escola como o equilíbrio emocional de Carlos Martínez Aguirre e Toni Montesinos Gilbert; igualmente autênticos é o jogo verbal de Eloy-GarcM.ª Ía, o gosto pela ironia de Paulino Lorenzo, o exercício de purificação de Marcos Canteli, Ana e Antonio Merino Martiín, o extraordinário domínio da elipse de Pablo García Casado… Com estes 30 poetas autênticos poderia atender quase 30 antologias de tendência.”

CATEGORIAS: , AUTOR: EDITOR: Relógio D'Água ISBN: 9789727086009 DATA: 2000-04-01 PÁGINAS: 356 paginas TAMANHO DO .EPUB: 507 KB